Principal > Notícia > Programa Rede Acolhe se reúne com instituições para fortalecer rede de apoio

Programa Rede Acolhe se reúne com instituições para fortalecer rede de apoio

27 de outubro de 2017

WhatsApp Image 2017-10-26 at 14.04.21

 

O Rede Acolhe, programa da Defensoria Pública Geral do Estado realizou na manhã da última quinta-feira (26), reunião com representantes do Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), do Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), das unidades de saúde e das escolas do  Grande Bom Jardim, em Fortaleza, com o objetivo de sensibilizar as instituições que atuam na área para fortalecer o atendimento às famílias. O programa atua na assistência jurídica e psicossocial aos familiares das vítimas de crimes violentos letais intencionais (CVLI) ou vítimas de tentativa de homicídio.

O coordenador do programa, Thiago de Holanda, afirma que o momento se deu em meio a necessidade do engajamento dessas instituições para o andamento do projeto. “A gente estava tendo dificuldade quando precisávamos solicitar a intervenção desses serviços, não estávamos tendo nenhuma resposta quando os ofícios eram enviados. Então decidimos que seria preciso discutir os casos e as demandas que recebemos das famílias com as instituições locais de três territórios iniciais: o Vicente Pinzon, o Grande Bom Jardim e a Barra do Ceará. Além disso, a gente também fez uma apresentação da metodologia da Rede Acolhe e buscamos o engajamento daqueles profissionais junto ao serviço”, explica o coordenador do programa.

A primeira reunião aconteceu no mês de setembro no bairro Vicente Pinzon e, segundo Thiago de Holanda, o retorno foi positivo. “A gente teve um retorno muito bom e de fato, há uma sensibilidade para que as instituições participem. Já conseguimos pactuar vários fluxos no Vicente Pinzon e agora no Grande Bom Jardim, tanto para o encaminhamento de casos, como de serviços. A gente acredita que, com esse momento de sensibilização e de engajamento dos profissionais, vamos fazer a etapa da matriz intersetorial local funcionar e dar uma retaguarda às famílias nas diversas violações”, explica.

O programa Rede Acolhe é vinculado ao Núcleo de Atendimento ao Preso Provisório e Vítimas de Violência (Nuapp) da Defensoria Pública do Ceará, e entre junho e outubro de 2017 já realizou visitas sociais a 33 famílias. Após essa experiência, se definiu a proposta metodológica e seus fluxos de atendimento que estão sendo apresentados às instituições de apoio.