Principal > Notícia > Crianças e adolescentes de unidades de acolhimento participam de campeonato de futebol

Crianças e adolescentes de unidades de acolhimento participam de campeonato de futebol

30 de outubro de 2018

WhatsApp Image 2018-10-27 at 11.08.32

O último sábado (27) foi de lazer e esporte para 96 crianças e adolescentes de oito unidades de acolhimento de Fortaleza. O momento lúdico foi organizado pelo Núcleo de Defesa dos Direitos da Infância e da Juventude (Nadij) em parceria com a Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec) e ocorreu na sede da Associação Cearense de Magistrados, em parceria com o Corpo de Bombeiros. Dia para celebrar o mês das crianças, em continuidade a ações articuladas pela Defensoria  para os acolhidos.

O grande destaque ficou por conta do II Campeonato de Futebol dos Acolhimentos. As equipes femininas e masculinas que disputaram a competição em manhã de integração. Segundo a defensora pública Ana Cristina Barreto, titular do Nadij, pelo segundo ano consecutivo, o campeonato obteve êxito ao estimular a integração e a diversão através da prática esportiva. “O torneio foi maravilhoso, tivemos premiação para os três primeiros colocados. Além de incentivarmos a prática de esporte, proporcionamos o encontro de grupos de irmãos que estão acolhidos separadamente, por faixa etária ou sexo”, explica a defensora.

Foram formadas pelas instituições Acolhimento I, Acolhimento III, Casa da Criança, O Pequeno Nazareno, Recanto de Luz, Renascer, Casa Abrigo e Casa da Criança. Além de futebol, as crianças e adolescentes também brincaram na piscina e pula-pula, sem descuidar da alimentação. Práticas simples, mas essenciais para a garantia de direitos de crianças e adolescentes. O evento também contou com parceria da Associação dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec), Comissão Estadual de Adoção Internacional (Cejai) do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará e Acalanto.

WhatsApp Image 2018-10-27 at 11.08.36A defensora também lembrou dos benefícios das atividades para o emocional. “Todos eles têm direito à convivência comunitária, ao lazer, à cultura e à diversão, e buscamos promover esses direitos com ações como essa. O lazer é necessário para o desenvolvimento saudável do indivíduo em formação e para saúde do adulto. Não podemos nos preocupar apenas com a sobrevivência e colocação da criança em uma família substituta, que muitas vezes não acontece. Nossa preocupação é com o todo, desde bem-estar até a felicidade. O que não falta nesses encontros é o afeto e o abraço”, disse.

Outubro foi um mês intenso de ações organizadas pelo Nadij. No último dia 24 deste mês, 200 crianças acolhidas em unidades de acolhimento brincaram no Universal Park Center, localizado em Fortaleza. Já no dia 17, outros 300 meninas e meninas puderam se divertir nos brinquedos do Mega Park, também na capital. Neste mesmo ínterim, outros 200 ingressos também foram destinados a funcionários e familiares que se dedicam à rotina nas instituições de acolhimento.