Principal > Notícia > Defensoria consegue liminar para realização de cirurgia de urgência para paciente de Sobral

Defensoria consegue liminar para realização de cirurgia de urgência para paciente de Sobral

14 de junho de 2018

materia suelen

Após mais de um ano sendo submetido a procedimentos cirúrgicos sem sucesso e passando por sucessivas internações, Marcelo Ivan Gregório conseguiu, por meio da Defensoria Pública, uma liminar para realizar uma cirurgia na perna direita, dando fim as internações e possibilitando a recuperação para a retomada de sua vida. “Eu sou a prova viva de que a justiça também olha para quem realmente precisa. No momento em que eu mais precisei a Defensoria me enxergou”, destacou Marcelo, que já está se recuperando do pós-operatório.

A saga iniciou em 2017, quando Marcelo se envolveu em um acidente de moto e fraturou a tíbia, membro inferior, dando início a uma jornada de muito sofrimento, dores e múltiplos procedimentos cirúrgicos realizados na Santa Casa de Misericórdia de Sobral, cidade onde mora. Após algumas complicações médicas, Marcelo adquiriu uma infecção hospitalar, que evoluiu para um quadro de Osteomielite Crônica, ocasionando os sucessivos desbridamentos (espécie de raspagem) em cirurgia para a retirada de tecido, na tentativa de evitar expansão da infecção ou mesmo a perda do membro inferior. “Esse, sem dúvida, foi o período mais difícil da minha vida, pois eu via o risco de perder a perna e achava que não tinha muito o que ser feito”, desabafa Marcelo.

A única alternativa viável para a cura, segundo a equipe médica que o acompanhava, seria a retirada da porção óssea infeccionada por meio de cirurgia com a colocação de aparelho para transplante ósseo. O procedimento poderia ser realizado em um hospital da rede pública em Fortaleza, através do Sistema Único de Saúde e, embora já tivesse sido feito o pedido pelo Sistema UNISUS desde 2017, não havia previsão para sua realização. A outra alternativa era a cirurgia na rede particular que custava 30 mil reais, mas a família não teria condições financeiras de arcar com o tratamento.

Vendo a situação do marido, Luzia Selma, procurou a sede da Defensoria Pública do Estado em Sobral para entrar com uma ação para a realização da cirurgia. “Tudo o que passamos psicologicamente nos hospitais é muito torturante e machuca, pois eu via meu marido sofrendo e sabia que precisava fazer alguma coisa para ajudá-lo, então me aconselharam a procurar a Defensoria e foi a melhor coisa que eu fiz”, destaca Luzia.

A defensora pública Emanuela Vasconcelos Leite deu entrada na Ação ordinária com o pedido de tutela provisória de urgência, requerendo os benefícios de gratuidade para a realização do tratamento. “Quando Luzia me procurou tentei agir de forma ágil. Tratava-se de uma vida que corria risco e, felizmente, conseguimos a liminar. Assim o assistido pode fazer a cirurgia a tempo”, ressaltou a defensora pública. A cirurgia foi realizada dia 24 de maio de 2018 e já no dia 26, Marcelo já estava de alta. “Depois do acompanhamento tudo mudou e eu sei que se minha esposa não tivesse procurado a Defensoria, nós não teríamos conseguido sozinhos”, concluiu.