Principal > Notícia > Defensoria em Movimento chega à comunidade rural de Limoeiro do Norte

Defensoria em Movimento chega à comunidade rural de Limoeiro do Norte

10 de maio de 2018

IMG-20180510-WA0113“Hoje eu faço Direito. Amanhã faço Justiça”. A frase estampa a blusa da estagiária da Defensoria Pública de Limoeiro do Norte. Lívia Maia está no sétimo semestre do curso de Direito e viaja todos os dias até Mossoró, no Rio Grande do Norte, para estudar. Na manhã desta quinta-feira (10), o local de trabalho da Defensoria foi diferente. Ela fez parte da equipe que deu suporte durante as atividades do projeto Defensoria em Movimento que esteve no distrito de Tomé, em Limoeiro do Norte.

IMG_6662“Eu não sabia que a Defensoria tinha esse projeto e com essa ação que teve hoje reforçou ainda mais a minha vontade em ser defensora pública, porque é na Defensoria que a gente consegue fazer justiça para quem nem sabe que tem direitos, para quem está à margem da sociedade. Eu quero atuar onde eu tenha essa possibilidade de transformar a vida das pessoas”, afirmou a estudante.

O Defensoria em Movimento leva educação em direitos e assistência jurídica aos moradores de localidades distantes onde a Defensoria e muitos outros serviços públicos não conseguem chegar. Nesta quinta-feira (10), o caminhão ficou estacionado ao lado da Capela do Sagrado, no distrito de Tomé, localizado a 30km do centro de Limoeiro do Norte. É a segunda vez que o projeto ocorre em uma comunidade da zona rural do Ceará. Ao todo, foram atendidas 40 pessoas pelos defensores públicos Amélia Soares da Rocha, José Lino Fonteles, Lívia Pinheiro Soares e Mayara Mendes e que deram origem a 12 petições para a justiça.

IMG_6676Terezinha Maria de Oliveira Costa foi das pessoas atendidas. “As pessoas queriam saber se iam emitir documentos ou se poderiam pedir a aposentadoria, mas quando a gente começava a explicar sobre o que era a Defensoria Pública sempre tinha alguém que precisava da justiça para resolver alguma coisa: a guarda de um filho, um medicamento que o estado não forneceu ou pensão alimentícia. Aí os casos começaram a aparecer. É muito importante isso o que aconteceu aqui na nossa localidade e seria fundamental se pudéssemos levar essa estrutura para outras localidades ainda mais distante”.

Jean Carlos Silva é conselheiro tutelar e durante o final de semana visitou casas da região fazendo o convite diretamente à população. “Foi possível perceber a alegria das pessoas em poder ter a Defensoria mais perto, porque as dificuldades de se locomover até a sede de Limoeiro são imensas. E estamos falando de pessoas carentes que precisam de assistência jurídica e que, infelizmente, têm medo de se aproximar da justiça, mas os defensores públicos vieram aqui para desconstruir isso e reafirmar que estão juntos dos mais vulneráveis para lutar pelos direitos”, destacou.

A defensora pública Mayara Mendes participou pela primeira vez da ação e destacou a importância da estar mais próxima da população. “O grande salto do Defensoria em Movimento é fazer valer o acesso à justiça, porque tem um significado muito forte você sair do gabinete e chegar na zona rural ou em uma comunidade carente. Isso é essencial tanto para as pessoas que serão atendidas, como para nós, enquanto profissionais. A realidade do defensor do interior é bem sobrecarregada, são demandas das mais diversas naturezas, além das audiências, então, por mais que a gente queira, às vezes não conseguimos estreitar os laços com a comunidade. Esta é uma oportunidade para a Defensoria se reconhecer enquanto instituição que está de mãos dadas com sociedade civil”.

160039cc-aa3b-48c1-af9c-915b1ada90ebA assessora de Relacionamento Institucional da Defensoria Pública, Amélia Rocha, destaca que a instituição está honrando o compromisso firmado em 2016 de encontrar uma ferramenta onde pudesse chegar às comunidades tradicionais e às comunidades mais distantes. “O Orçamento Participativo foi o primeiro passo para esse compromisso e hoje é com muita alegria que chegamos pela primeira vez em Limoeiro com o projeto Defensoria em Movimento, antes da audiência pública do Orçamento Participativo. E isso nos mostra que esse projeto funciona e que estamos no caminho certo”.

Os atendimentos do Defensoria em Movimento antecederam a audiência pública do III Orçamento Participativo da instituição, que ocorrerá na sexta-feira, 11. O momento acontecerá a partir das 8h30min, no Núcleo de Informação Tecnológica (NIT) , localizado na rua Cônego Bessa, 2381- Centro, Limoeiro do Norte. O encontro tem o objetivo de ouvir sugestões sobre as atividades mais importantes a serem implementadas pela Defensoria no ano de 201