Principal > Notícia > Defensoria em Movimento retorna ao Passaré com atendimentos e educação em direitos

Defensoria em Movimento retorna ao Passaré com atendimentos e educação em direitos

31 de outubro de 2018

Defensoria em Movimento retorna ao Passaré com atendimentos e educação em direitos  
Atendendo às principais demandas da Comunidade Riacho Doce, a Defensoria em Movimento retornou nesta terça e quarta-feira, 30 e 31, ao bairro Passaré para novos atendimentos jurídicos e ações de educação em direitos. O programa da Defensoria se estende até amanhã, quinta-feira, 1 de novembro, na rua Rua das Arueiras, 940, em frente a Associação dos moradores do Riacho Doce e Adjacências (Ama Doce).Os defensores Rafael Maia, Camila Vieira, Monique Dias, Flávia Maria, Lino Fonteles e o assessor de relacionamento institucional da Defensoria, Eduardo Villaça  atenderam cerca de cem pessoas nos dois primeiros dias, entre as principais demandas estavam moradia e direito de família. Por este motivo, durante esta quarta-feira, 31, o supervidor do Núcleo de Habitação de Moradia da Defensoria, Lino Fonteles, realizou uma palestra sobre educação em direitos para a comunidade Mirassol.

 

Muitos moradores da comunidade foram ao caminhão da Defensoria pela primeira vez para realizar atendimento, como a dona de casa Ana Cristina, de 26 anos. Ela procurou a Defensoria para uma demanda de divórcio e ficou feliz com o retorno do serviço ao bairro, já que ela não pode ir da primeira vez. “Dessa eu me informei sobre os documentos que são necessários para dar entrada no divórcio, como o caminhão vai ficar aqui até quinta, vou retornar com eles em mãos”.

Em setembro deste ano, a Defensoria em Movimento esteve no bairro realizando atendimentos e voltou para a localidade por conta da procura pelos serviços. “É fundamental para a Defensoria estar próxima de seu público, e uma boa maneira de conseguir isso é vir até ele, principalmente, quando solicitado”, destacou o assessor de relacionamento institucional.

O encanador José Antônio, morador da comunidade não possui os documentos da casa que comprou, mas continua pagando as prestações. “ Eu soube que a Defensoria ia estar aqui no bairro, então achei que era a melhor forma de tentar solucionar meu problema, pois estou em uma casa que não sei se é minha de verdade”, ponderou. Ele foi orientado sobre os documentos para a dar entrada numa ação judicial pelo defensor.

Já foram percorridas diversas localidades de Fortaleza com o Projeto Defensoria em Movimento, como Henrique Jorge, Parque Presidente Vargas, Bom Jardim, Montese, Canindezinho, Conjunto Palmeiras, Curió (Guajeru), Genibaú, Praça do Ferreira, Vila Velha I e II e Passaré, agora pela segunda vez.

Defensoria em Movimento

31/10 e 01/11 – Comunidade Riacho Doce

Local: Rua das Arueiras, 940 – Passaré (Riacho Doce) – Em frente à AMA DOCE (Associação dos moradores do Riacho Doce e Adjacências).

Horário: 13h00 às 17h00