Principal > Notícia > Defensoria firma acordo com Centro de Defesa da Vida Hebert de Sousa

Defensoria firma acordo com Centro de Defesa da Vida Hebert de Sousa

16 de março de 2018

termo3

Esta sexta-feira (16), último dia de programação do Defensoria em Movimento no Grande Bom Jardim, foi marcada pela presença da defensora pública geral, Mariana Lobo, para firmar termo de compromisso de Cooperação Técnica entre a Defensoria Pública Geral do Estado e o Centro de Defesa da Vida Hebert de Sousa (CDVHS).

O objetivo da parceria é tornar possível a realização do curso “Defensores (as) Populares de Direitos Humanos” na cidade de Iguatu (CE), conforme programação e metodologia apresentadas pelo Centro, promovendo a educação em direitos e  efetivando a cidadania. “A Defensoria Pública é uma voz de resistência na nossa sociedade”, disse Mariana Lobo que se reuniu com párocos e representantes dos movimentos comunitários da região do Bom Jardim.

Assinaram o termo a defensora pública geral do Estado; a ouvidora geral da Defensoria Pública do Estado do Ceará, Meirilane Pires; e a presidente do CDVHS, Ana Maria de Freitas. Estavam presentes também membros do CDVHS, do Movimento de Saúde Mental Comunitária (MSMC) do Bom Jardim, párocos das paróquias Santa Paula Frassinetti (Granja Lisboa) e Santa Cecília (Bom Jardim). Através do acordo será possível também contribuir para a capacitação de 50 lideranças comunitárias.

Para o coordenador de projetos do CDVHS, Caio Feitosa, a parceria atesta o compromisso da Defensoria em estar próxima dos movimentos e das organizações sociais, com a atuação dos defensores em atividades de formação. “É uma forma de acesso ao Judiciário e de difusão da cultura de Direitos Humanos, que fortalece a democracia e a justiça”, considera. A oficialização dessa parceria garante ainda mais proximidade com a Rede Acolhe da Defensoria Pública.

Defensoria em Movimento – Os bairros da região receberam de 12 a 16 o projeto Defensoria em Movimento, que leva assistência jurídica gratuita aos bairros para facilitar o acesso das pessoas à Justiça e teve como mote o combate à violência contra as mulheres, orientando acerca de seus direitos e abrindo espaço para diálogos com a comunidade. Atenderam a população os defensores públicos: Mônica Barroso, Daniel Monteiro, Júlio Cesar Sobreira, Monique Rocha Dias, Jeritza Lopes, Fabiana Diógenes, Anna Kelly Nantua, Natali Pontes, Michele Camelo, Beatriz Fonteles, Priscila Gusmão, Glaiseane Lobo e Amélia Rocha.

Na manhã desta sexta-feira, a programação também contou com a colaboração de mulheres do bairro que participaram do curso de design de sobrancelhas promovido pelo Centro de Cidadania e Valorização Humana (CCVH). A instituição desenvolve trabalho com crianças e mulheres em situação de vulnerabilidade. “A atividade é um caminho para empoderar as mulheres, trazendo autonomia financeira e autoestima para que elas sejam protagonistas de suas vidas. Pensamos que seria uma contribuição interessante de embelezamento e de cuidado com as mulheres que estão sendo atendidas nessa ação da Defensoria Pública”, afirma a secretária do CCVH, Ingrid Rabelo. O curso de design de sobrancelhas é uma parceria do Governo do Estado com a Sociedade para o Bem-estar da Família (SOBEF).

Ainda pela manhã, membros da Vigilância Sanitária orientaram a população para reduzir os focos de mosquitos Aedes aegypti na região. “É um mutirão para o controle vetorial, já que os focos de dengue, chikungunya e zika têm sido muito numerosos aqui no Bom Jardim. Nós temos feito visitas domiciliares e escolares desde segunda-feira, orientando os moradores para fazerem a sua parte no que refere à diminuição dos focos de insetos no bairro”, afirma Oneci Santos, coordenador geral de apoio do Núcleo de Educação e Saúde da Vigilância.

Durante esta semana no Defensoria em Movimento, foram atendidas 265 pessoas com assistência jurídica gratuita e rodas de conversa com educação em direitos. O caminhão da Defensoria esteve estacionado na Praça Santo Amaro, no Grande Bom Jardim.