Principal > Notícia > Defensoria Pública aumenta em 56% quadro de estagiários da instituição

Defensoria Pública aumenta em 56% quadro de estagiários da instituição

10 de fevereiro de 2016

imgs2

O quadro de estagiários da Defensoria Pública tem sido fortalecido. A proposta de crescimento tem ligação direta com o incentivo institucional à formação acadêmica e a difusão entre os jovens da missão constitucional da Defensoria Pública que é a consolidação do acesso à justiça.

O Núcleo de Estágio da Defensoria Pública do Estado do Ceará, em incentivo à formação acadêmica, está expandindo o quadro de estagiários e bolsistas ligados à instituição. A partir de 1o de março, serão mais 60 estagiários convocados, sendo 35 estudantes lotados na capital e 25 no interior. Este incremento representa um acréscimo de 30% no número de bolsistas remunerados atuais do quadro. Somados com as vagas, o Núcleo abriu edital de seleção para mais 60 estudantes voluntários que, se somados, chega a um crescimento de 56% de vagas de estágios no órgão.

Hoje, a Defensoria Pública conta com 212 estagiários nos diversos núcleos e atuantes em 22 municípios. Com a convocação do novo quadro, três cidades do interior terão, pela primeira vez, a oportunidade de receber estagiários: Acaraú, Ipú e Maranguape. Além delas, Acopiara e Cascavel, que estavam há um ano sem convocar estagiários, agora contarão com a presença dos estudantes.

Por meio do estágio, os defensores públicos tem a oportunidade de apresentar a prática jurídica e a visão institucional da Defensoria Pública, capacitando-os para o exercício da prestação judicial e extrajudicial aos hipossuficientes, no caso dos bolsistas e estagiários da área do Direito. Só nesta área, a Defensoria assiste 140 estudantes de Direito, sendo 102 na Capital e 38 no interior, além de 55 estudantes voluntários. A Defensoria Pública também oportuniza estagiários em outras áreas de formação e também atua como parceira em núcleos de práticas jurídicas das universidades, sempre pautando o compromisso com a excelência na prestação do serviço de orientação jurídica, mediação e promovendo o acesso à justiça para milhares de cearenses.

A defensora pública e supervisora do Núcleo de Estágio, Sâmia Farias, explica que são diversos projetos para a formação e capacitação destes novos estagiários. “Para intensificar o aprendizado, nós realizaremos, junto à Escola Superior da Defensoria Pública, um Curso de Formação para os novos  estagiários, que acontecerá ainda na primeira semana de março”.  É ainda proposta do Núcleo de Estágio promover a capacitação continuada, o acompanhamento e criação de manuais para o programa de estágio da instituição, bem como o incremento no quadro da instituição.

Oportunidade – O programa de estágio é, muitas vezes, a primeira experiência do estudante de pôr em prática a teoria ensinada em sala de aula. Estagiária da DPGE há um ano, Ana Carolina Ramos iniciou sua experiência no Núcleo de Maracanaú, após aparecer a oportunidade de vir à capital, Ana realizou o concurso novamente e conseguiu ser aprovada para atuar em Fortaleza, no Núcleo de Solução Extrajudicial de Conflitos (Nusol). Visando a carreira de defensora pública, ela explica que a formação por meio da prática permeia, até mesmo, na construção do seu caráter: “Minhas primeiras experiências em Maracanaú me ensinaram a ter uma visão diferenciada não só do assistido da Defensoria Pública. Passei a dar mais valor àqueles que são necessitados e, em situações usuais, quando vejo uma injustiça com alguém já fico querendo intervir. Acho que esse é o principio do defensor público: ser presente àquele que necessita de assistência independente da situação”, afirma.

Para participar da seleção de estágio da Defensoria – Esteja atentos aos editais abertos no site www.defensoria.ce.def.br. Em regra, o estudante deverá ter concluído 50% das cadeiras curriculares, bem como ter bom histórico acadêmico, que é etapa seletiva no cadastro. Para mais informações: (85) 3101-3436 – email: estagio@defensoria.ce.def.br