Principal > Notícia > Defensoria Pública do Ceará é finalista em Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

Defensoria Pública do Ceará é finalista em Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça

13 de junho de 2018

IMG_9729Pela primeira vez, a Defensoria Pública do Estado do Ceará é finalista do Prêmio Nacional de Comunicação e Justiça 2018 com o Relatório de Gestão 2016/2017 na categoria Publicação Especial. O prêmio reconhece os melhores trabalhos realizados pelas assessorias de comunicação de todos os órgãos do sistema de Justiça brasileiro.

A Defensoria Pública do Ceará está entre as melhores do país ao lado das produções do Tribunal de Justiça de Rondônia e do Tribunal Regional do Trabalho da 23ª Região. O anúncio dos vencedores desta 16ª edição será no próximo dia 22/06, às 21h, no encerramento do Congresso Brasileiro dos Assessores de Comunicação da Justiça (Combrascom), em Cuiabá (MT).

“O Relatório de Gestão apresenta o balanço das atividades da instituição durante o período 2016/2017 e priorizou a informação, usando recursos como infográfico para traduzir dados, bem como uma separação de conteúdos por eixos, trazendo um apanhado de ações e atividades de dois anos de forma sucinta e jornalística”, explica a Bianca Felippsen, coordenadora de comunicação da Defensoria.

A Associação  dos Defensores Públicos do Estado do Ceará ( ADPEC) também está entre os finalistas  com Prêmio ADPEC de Jornalismo na categoria Relacionamento com a Mídia. E aDefensoria Pública do Estado de Goiás concorre na categoria Midia Radiofônica com o projeto   Defensoria Itinerante – Santo Antônio do Descoberto.

Este ano, foram inscritos um total de 286 trabalhos no Prêmio em 15 categorias. São elas: Mídia Impressa, Mídia Digital, Mídia Social, Mídia Radiofônica, Publicação Especial, Fotografia, Reportagem Escrita, Reportagem de TV, Programa de TV, Comunicação Interna, Comunicação de Interesse Público, Vídeo Institucional, Inovação, Relacionamento com a mídia, Artigo Acadêmico.

Os trabalhos em comunicação consideram todas as esferas do sistema de justiça brasileira, realizados por Assessorias de Imprensa de instituições ligadas ao Poder Judiciário, Ministério Público, Tribunais de Contas, Defensorias Públicas e Ordem dos Advogados. Os projetos foram avaliados por uma comissão integrada por 36 jurados, dentre acadêmicos e profissionais de comunicação de diversas regiões do Brasil.

Clique aqui e confira o Relatório de Gestão 2016/2017