Principal > Notícia > Defensoria Pública em Sobral recebe visita de desembargadora para expansão das soluções de conflitos

Defensoria Pública em Sobral recebe visita de desembargadora para expansão das soluções de conflitos

9 de setembro de 2019

Brinquedoteca Sobral IV

A sede da Defensoria Pública em Sobral recebeu visita da desembargadora Tereze Neumann Duarte Chaves, da supervisão do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec) do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), na última sexta-feira, dia 06 de setembro, cujo objetivo foi conhecer a nova estrutura que deve abrigar o primeiro Núcleo de Solução Extrajudicial de Conflitos (Nusol) da Defensoria Pública do Estado do Ceará em Sobral.

Brinquedoteca Sobral IA defensora e supervisora da Defensorias em Sobral, Emanuela Leite, explica que a visita foi importante para assegurar a expansão das composições extrajudiciais no município, com a possibilidade de uma extensão dos Centros Judiciários de Solução de Conflitos e Cidadania (Cejsusc) para a Defensoria Pública em Sobral. “Com a inauguração do Nusol Sobral,  podemos firmar esta parceria com TJCE com intuito de expandir os serviços. Durante a visita a desembargadora conheceu o espaço, a brinquedoteca e ficou muito feliz com a qualidade das salas do nosso equipamento. Ela aproveitou para conversar com os profissionais de mediação que já estão atuando e elogiou, afirmando que estamos bem equipados”, afirma.

Ainda na sexta-feira (06), a Defensoria Pública do Estado esteve presente na 3ª audiência pública promovida pela Ouvidoria do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE), no município de Sobral, que recebeu demandas das comarcas da 7ª, 8ª e 11ª Zonas Judiciárias, com objetivo de debater a participação da sociedade civil nos  serviços prestados pela Justiça estadual. A supervisora da Defensoria Pública em Sobral, Emanuela Vasconcelos Leite, também participou do momento.

A audiência foi conduzida pelo desembargador Mário Parente Teófilo Neto, ouvidor do Poder Judiciário e contou com a presença da Procuradoria-Geral de Justiça, do presidentes das Subseções da Ordem dos Advogados do Brasil, prefeitos, além de lideranças da sociedade civil organizada. “Este momento foi importante, porque todos que utilizam ou constroem o serviço de acesso à justiça estão aqui na intenção de pensar possibilidades para melhorar este serviço”, disse a defensora.