Principal > Notícia > Defensoria realiza entrega de presentes para crianças de abrigo em solenidade no TJ

Defensoria realiza entrega de presentes para crianças de abrigo em solenidade no TJ

18 de dezembro de 2018

IMG_9569

Mais de 400 crianças de abrigo receberam os presentes arrecadados pela campanha “Natal Solidário dos Abrigos – Adote uma Cartinha” da Defensoria Pública do Estado do Ceará, na última sexta-feira, 14. A entrega integrou a programação do encerramento das atividades da Comissão Estadual Judiciária de Adoção Internacional (Cejai), do Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE).

Representando a Defensoria Pública, o defensor público do Núcleo de Defesa dos Direitos da Infância e da Juventude (Nadij), Adriano Leitinho, reforçou a importância de instituições que trabalham na garantia dos direitos das crianças e dos adolescentes. “Todos nós do Nadij lutamos arduamente para a efetivação dos direitos das crianças acolhidas no Ceará. Costumo dizer que não basta somente ser defensor público de forma técnica e jurídica, se realmente queremos fazer uma justiça verdadeira para nossas crianças e adolescentes, precisamos ir além”, desafia.

No evento, foram entregues certificados do “Selo Amigo da Criança” para padrinhos e benfeitores, pessoas que contribuíram para o bem-estar social de crianças e adolescentes que vivem em situação de acolhimento. A defensora pública do Nadij, Ana Cristina Barreto, foi uma das contempladas.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Houve ainda apresentações dos Corais do TJCE e do Instituto de Assistência e Proteção Social (Iaps), que entoaram canções como “Só o amor” e “Noite feliz”. A solenidade foi realizada no Palácio da Justiça e foi conduzida pela desembargadora Maria Vilauba Fausto Lopes, que está à frente da Comissão. Também participaram do momento a juíza convocada do Tribunal Maria das Graças Almeida de Quental e o promotor de Justiça Dairton Oliveira.

Campanha – Durante a campanha, que durou cerca de um mês, mais de 400 cartinhas chegaram com diversos pedidos, como brinquedos, roupas, caixinhas de som e fones de ouvido. Mas, o presente mais recorrente foram as chamadas caixinhas de som, “para passar o tempo” como relatou um dos meninos.Milena, 14, foi uma das adolescentes que escreveram as cartinhas e seu pedido foi uma blusa do Corinthians. “A gente reconhece o carinho que vocês têm por nós”, agradece.

*Com informações do Tribunal de Justiça do Ceará