Principal > Notícia > Grupo de Ações Integradas já teve seis atuações em 14 dias de criação

Grupo de Ações Integradas já teve seis atuações em 14 dias de criação

22 de julho de 2016

Na manhã desta sexta-feira, 22, aconteceu a primeira reunião do  Grupo de Ações Integradas de Apoio aos Eventos Promovidos por Movimentos Sociais. Diante do cenário conturbado, um grupo de defensores públicos identificou a necessidade de criação de um coletivo institucional que desse resposta aos anseios da sociedade e que pudesse interceder afirmativamente quando houver as manifestações da sociedade civil organizada para que não ocorra quaisquer violações de direitos. A reunião objetivou uma análise das demandas e a criação de um fluxo de trabalho.

fotoM

A Ouvidora Externa Merilane Coelho participou da reunião e ressaltou mencionado que a sociedade civil e as Ouvidorias Externas das Defensorias Públicas “louvaram a iniciativa, destacando ser este o primeiro grupo no Brasil focado diretamente em propiciar a não violação dos direitos dos manifestantes”, disse.

As ações tiveram início no dia 06 de julho, sendo que em 14 dias foram realizadas seis atuações do grupo. A última aconteceu esta semana quando os defensores públicos Eduardo Villaça e Karinne Mattos compareceam à manifestação do Mova-se – Sindicato dos Servidores Estaduais – por solicitação dos mesmos, com intuito de acompanhar o movimento de ocupação pacífica no Palácio da Abolição, bem como, subsequente manifestação dos movimentos de moradia, no mesmo local. Nestes vinte dias de atuação, o GAI já atendeu aos estudantes secundaristas, professores, servidores públicos estaduais, povos de terreiro, movimentos pela moradia e também comunidades tradicionais.

Participam do GT os defensores Eduardo Antonio de Andrade Villaça, Lia Cordeiro Felismino, José Vagner de Farias, José Valente Neto, Eduardo Almendra Martins, Rafael Vilar Sampaio, Karinne Matos, Alisson Daher Barbosa, Francisco Eliton Albuquerque Meneses, Ana Paula Rocha Asfor, Fabiana Maria Dias Diogenes, Liana Lisboa Correia e Lara Teles Fernandes.