Principal > Notícia > Cerca de 200 defensores públicos participaram do 2º Encontro dos Defensores Públicos do Estado do Ceará

Cerca de 200 defensores públicos participaram do 2º Encontro dos Defensores Públicos do Estado do Ceará

21 de maio de 2019

IMG_8381

Durante toda a sexta-feira (17), a Defensoria Pública do Estado do Ceará e a Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos do Estado do Ceará (Adpec) promoveram um dia de imersão para a carreira. A segunda edição do Encontro Estadual dos Defensores Públicos do Estado do Ceará  reuniu palestrantes renomados nacionalmente e cerca de 180 defensores públicos do Ceará para discutir os atuais desafios e as responsabilidades do trabalho da instituição.

IMG_8397O evento aconteceu no Hotel Gran Marquise e marcou as comemorações pela passagem do Dia do Defensor Público, comemorado no dia 19 de maio. De acordo com a defensora geral do Estado do Ceará, Mariana Lobo, o momento foi proposto para permitir a todos os defensores públicos a possibilidade de conhecer as realidades dos outros membros da carreira. “Essa é a oportunidade temos de fazer um mergulho em nossas atribuições, conversar com o colega e sentir quais as reais dificuldades. Na primeira edição do Encontro Estadual envolvemos a Academia, estagiários e o público externo, mas agora pensamos em uma programação que focasse na carreira do defensor público. Isso é muito importante, porque estamos aqui todos juntos, temos a oportunidade de debater e de pensar estratégias para o cenário nacional de tantas violações de direitos fundamentais. Precisamos estar juntos para fortalecer a nossa instituição”, destacou a defensora geral.

A defensora pública e diretora da Escola Superior da Defensoria Pública do Ceará, Roberta Quaranta, falou sobre o Encontro. “Momentos como esses são sempre importantes e válidos para reafirmarmos e reacendermos a chama do acesso à justiça. Tivemos um dia de grandes debates e dessa vez resolvemos voltar os olhares para a nossa atuação institucional, as perspectivas da Defensorias daqui para frente e os principais desafios que teremos nesses tempos que, considero, sombrios. Pensar onde temos que estar, enquanto instituição que incomoda, cada vez mais alertas aos direitos, e principalmente, diante dos nossos assistidos que são pessoas em situação de vulnerabilidade e estão constantemente sendo alvos de abusos de direitos”, reforçou Roberta Quaranta.

IMG_8677Para a defensora pública Liana Lisboa, que está atuando em Brasília, cedida para o Conselho Nacional de Justiça, o encontro “foi uma ótima oportunidade de conhecer Élida Lauris e Marcelo Semer pessoalmente, entre os demais convidados. As ideias ficam afloradas. A gente vive em um momento político, característico da pós modernidade, o presentismo, onde não lembramos do passado nem pensamos no futuro e essa incapacidade de articular os três tempos me parece algo preocupante. A Defensoria precisa atuar no presente, lembrando de sua trajetória e se projetando no futuro, como Marcello falou, é um presente sobrecarregado e a gente não pode se perder no imediatismo”, ressaltou.

De acordo com a Amélia Rocha, presidenta da Associação das Defensoras e dos Defensores Públicos do Estado do Ceará. “Historicamente  é muito difícil reunirmos todos, e estamos com quase 186 defensores públicos de todo o estado. Então, é um momento gratificante reunir mais de 50% dos profissionais da carreira, com esse foco na imersão. Aqui estamos diante de uma concretização de uma parceria extremamente importante entre a Associação e a gestão da Defensoria Pública, porque entendemos que Associação e Defensoria são dois remos de um mesmo barco, que precisam andar de forma sincronizada. O crescimento institucional passa obrigatoriamente por um repensar de si mesmo dialogando com o que há de mais atual na academia e aliando com a farta experiência prática”,discursou Amélia durante a abertura dos trabalhos.

IMG_8481O defensor público Paulo César Oliveira do Carmo, atuante na cidade de Iguatu, falou sobre a participação no encontro. “Foi um momento que agregou valores, conhecimentos e experiências aos defensores públicos, pois ouvimos histórias interessantes e ideias novas. Importante ressaltar também o Dia do Defensor Público, dia 19 de maio, que para nós é uma grande honra ter um dia em que podemos comemorar nossa carreira. Aqui pudemos, além de comemorar nosso dia, repensar a nossa atuação e analisar nosso cotidiano de trabalho para aprimorar a prestação de um eficiente serviço público a comunidade”, comentou.

Durante o 2º Encontro dos Defensores Públicos do Estado do Ceará aconteceu ainda a solenidade de lançamentos de livros de defensores públicos autores e da Revista de Artigos da Adpec e uma sunset em comemoração ao Dia do Defensor Público.

IMG_8841

Confira abaixo depoimentos de outros defensores públicos que participaram do 2º Encontro dos Defensores Públicos do Estado do Ceará.

Antônio Lopes Filho, que atua em Tauá – É um experiência sensacional, de muito aprendizado e também de confraternização com os colegas.  e acima de tudo, a oportunidade de ter um direcionamento de futuro, de como atuar, de como melhorar a atuação e tentar elevar o nome da defensoria e, sobretudo, trazer melhores condições  para nossos assistidos. Com certeza eu vim a esse evento com essa possibilidade de aprimorar nosso trabalho  e trazer o melhor serviço para os vulneráveis, que são nosso público alvo.

Breno Vagner, que atua em Maracanaú - Eu acho esse encontro essencial, porque viabiliza a aproximação das ideias, embora todos nós estejamos sempre buscando um fim em comum, que é a proteção das pessoas mais vulneráveis, especialmente nesse momento que é tão importante. Às vezes para evitar algum desencontro, ou diretrizes diferentes, ou coordenar melhor as coisas, esse tipo de evento é muito importante para gente estar sempre aperfeiçoando e interagindo também um com o outro pessoalmente. Sobre ser defensor público é uma satisfação diuturna, poder trabalhar em uma função tão importante e que traz tanta satisfação poder de alguma forma promover a nossa sociedade um pouco menos injusta.

Beatriz Fonteles Gomes Pinheiro, da 5ª Defensoria do Júri – As palestras trouxeram uma realidade difícil de ser encarar, de um forma tão objetiva e crua, mas eu acho que tem um propósito de nos incentivar porque há outras pessoas estudando sobre isso, há outras pessoas que se somam aos nossos esforços,  pessoas, inclusive, que não são da carreira, e, ao final, acaba sendo palavras de incentivos para que possamos continuar lutando. Achei excelentes porque foram palestras que trouxeram a tona um cenário político e jurídico. Trazer um juiz que tem uma cabeça assim é fôlego, aí a gente entende que estamos no caminho certo, que a resistência que a gente enfrenta, especialmente no Ceará, a gente tem que continuar.

Jannayna Lima Sales Nobre, atua na 1ª Defensoria de Família e Sucessões – eu achei uma iniciativa espetacular. Agora é o segundo encontro que participo e muito importante para todos os defensores, principalmente para nós que atuamos no interior, porque é um momento de interação  com os demais colegas e também um momento de construir uma nova Defensoria. O segundo congresso foi voltado para isso. Diante do atual sistema econômico, politico, qual é o papel do defensor público? E é muito importante perguntarmos, enquanto instituição, qual é o nosso papel. Todas as palestras foram bastante produtivas. Meu desejo é que cada vez mais possamos crescer  enquanto instituição e que esses momentos sejam cada vez mais frequentes.

IMG_8460Leonardo Fulgêncio Júnior, que atua em Quixeramobim – É muito importante preparar ações como essas porque é uma oportunidade que encontramos outros colegas que atuam em outros órgãos de atuação, trocarmos experiência e discutirmos ideais sobre os rumos da Defensoria Pública.

Victor Montenegro, defensor público atuante em Caucaia – Aqui está sendo uma oportunidade que encontrei para rever os colegas que ficam mais distantes do nosso  dia a dia de trabalho, além de ouvir esses palestrantes maravilhosos, que trazem experiências exitosas de outros estados. A Defensoria Pública, a Escola Superior e a Adpec estão de parabéns por promover  esse encontro trazendo intelectuais de primeiríssima importância para o nosso trabalho.